Abrint identifica mais 526 localidades brasileiras com fibra

A entidade pretende ajudar a Anatel a atualizar a lista de localidades com backhaul para evitar duplicação de investimentos.

189

Leer en español

A Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) identificou mais 526 localidades com infraestrutura de fibra óptica no Brasil. Trata-se da segunda etapa da Campanha de Backhaul de Fibra da associação, cujos resultados foram divulgados nesta semana. A primeira fase havia identificado 620 municípios com backhaul.

O objetivo é ajudar a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a atualizar a lista de localidades que possuem a infraestrutura. Desta vez, o foco era fazer o mapeamento das zonas rurais.

Para computar as localidades, Abrint disponibilizou uma ferramenta para os provedores regionais informarem se há backhaul na sua região.

De acordo com a entidade, as regiões Sudeste, Nordeste e Sul foram as que mais tiveram áreas atualizadas e que não estavam identificadas pela Anatel, sendo 169, 142 e 125, respectivamente. O Centro-Oeste e o Norte receberam 45 atualizações cada uma.

A Abrint afirma que, com esses dados, a Anatel pode alocar melhor as contrapartidas de investimento em backhaul de fibra dos vencedores do leilão do 5G, destinando os recursos para os municípios que não têm a infraestrutura.

Para a associação, essa é uma maneira de evitar a duplicação de backhaul, o mau uso de dinheiro público e a promoção de um desequilíbrio competitivo aos prestadores que já atuam nessas cidades.

A Anatel tem uma lista própria de lugares com backhaul, onde os dados mais recentes foram incluídos no primeiro semestre deste ano. Mais recentemente, a agência abriu uma consulta pública para as empresas de telecomunicações informarem localidades de municípios com a infraestrutura. O objetivo é ter uma lista atualizada dos lugares que podem ser atendidos no âmbito do PGMU V (Plano Geral de Metas de Universalização).