Brasil | Anatel adia proposta de uso de postes para 2022

O conselheiro Vicente de Aquino quer aprofundar pontos da proposta apresentada por Moisés Moreira, em linha com o texto já em consulta pública na Aneel.

115

Tele.síntese – Lúcia Berbert

Um pedido de vista adiou para 2022 a decisão sobre uma proposta de reformulação das regras de uso de postes na Anatel, nesta quinta-feira, 16. O conselheiro Moisés Moreira apresentou uma proposta semelhante a que já está em consulta pública na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que prevê a administração dos espaços por um terceiro agente, preço estipulado em ato e projeto para regularização dos pontos mais críticos, que envolvem 10 milhões dos 46 milhões de postes existentes.

A proposta prever a realização de consulta pública pelo prazo de 60 dias, disseminação de informações sobre postes pelas superintendências da Anatel e testes de soluções de mercado que ampliam a utilização dos postes por um número maior de operadoras. Além de orientar a área técnica a apurar os indícios de irregularidades praticados pela Ufinet, que recebeu autorização de comercializar espaços excedentes em postes da Enel, em um projeto piloto em bairro de São Paulo. Um dos diretores da distribuidora é sócio da operadora de telecomunicações.

Mais informações: https://www.telesintese.com.br/adiada-decisao-sobre-regras-de-uso-de-postes/