Brasil | Anatel identificou malware na TV Box pirata mais vendida do país

GT TV Box, criado pela Anatel para fazer a engenharia reversa dos aparelhos de TV pirata não homologados, identificou ligação direta entre aparelhos e botnet capaz de realizar ataques DDoS.

149

Tele.síntese – Rafael Bucco

O Grupo de Trabalho TV Box, criado pela Anatel para estudar as caixinhas piratas de IPTV à venda no mercado brasileiro, já tem resultados sobre alguns modelos. Com ajuda da ABTA, associação que representa operadoras de TV por assinatura, encontrou software malicioso no HTV, aparelho campeão em vendas segundo a autarquia  – por ser o mais apreendido – e que é encontrado em lojas online por cerca de R$ 1 mil.

Tele.Síntese conversou com Wilson Wellisch, superintendente de fiscalização da Anatel. Ele deu mais detalhes das investigações. A agência, disse, acionou engenheiros e peritos da ABTA para contribuir com a engenharia reversa, depois de encontrar limites aos experimentos.

Para checar todas as funcionalidades, inclusive a reprodução de conteúdo pirateado, os servidores teriam de assinar os pacotes da HTV, o que não é permitido para realizar a investigação. Com isso, foi construído um aparato para a realização de simulações de uso real do aparelho.

Leia mais: https://www.telesintese.com.br/anatel-identificou-malware-na-tv-box-pirata-mais-vendida-do-brasil/