Brasil | Desafio do 5G no país é universalizar acesso, dizem associações de satélites

Entidades defendem que a utilização de satélites para o acesso à tecnologia contribuiria para o setor, tendo em vista o "investimento colossal" previsto para uma atividade plena do 5G no Brasil.

120

Valor – Alessandra Saraiva e Denis Kuck

Duas entidades relacionadas a área de satélites defenderam nesta terça-feira (21) o desenvolvimento da tecnologia 5G no país, com a ajuda do setor. Em palestra no Painel Telebrasil 2021, evento de telecomunicações organizado pela Conexis Brasil Digital, sindicato das companhias de telecomunicações, representantes da Associação Brasileira das Empresas de Telecomunicações por Satélite (Abrasat) e do Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite (Sindisat) enfatizaram que o maior desafio do 5G no país é a universalização desse serviço – e o setor de satélites pode contribuir para esse objetivo.

No Brasil, há uma demanda do setor por preservar faixas específicas para redes de transporte 5G via satélite. Já existem faixas de frequência já atribuídas ao uso de tecnologia via satélite, dentre elas a de 28 GHz (banda Ka, de 27,9 a 28,4 GHz).

Leia mais: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/09/21/desafio-do-5g-no-pas-universalizar-acesso-dizem-associaes-de-satlites.ghtml