Brasil | Desvalorização do real eleva prejuízo da Oi a R$ 4,8 bilhões

Desvalorização de 8% do real frente o dólar repercutiu sobre juros da dívida da companhia e contratos de uso de cabos submarinos e satélites no terceiro trimestre. Oi continua crescendo na banda larga por fibra e ganhou clientes no móvel.

75

Tele.síntese – Rafael Bucco

A Oi divulgou nesta quarta-feira, 10, o resultado do terceiro trimestre de 2021, quando registrou prejuízo de R$ 4,8 bilhões, 82,4% maior que o prejuízo registrado no mesmo período do ano passado.

A empresa credita à desvalorização do real frente outras moedas o desempenho. Cerca de R$ 3,5 bilhões do prejuízo são resultantes de variação cambial prejudicial à companhia, que possui títulos em moeda estrangeira e ativos no exterior.

Houve impacto decorrente da depreciação cambial sobre os passivos onerosos (contratos de transmissão de dados por cabos submarinos e satélites), além da variação monetária sobre contingências. Até os juros pagos aumentaram em razão dos desembolsos das dívidas atreladas à moeda estrangeira por conta do real mais depreciado, bem como pelo maior CDI e IPCA no período.

Mais informações: https://www.telesintese.com.br/desvalorizacao-do-real-eleva-prejuizo-da-oi-a-r-48-bilhoes/