Brasil | Gestores de TI admitem que estar à frente dos hackers tem um custo insustentável

93

Convergência Digital

Quatro em cada cinco entrevistados (81%)  do estudo State of Cyber Resilience 2021 da Accenture acreditam que “estar à frente dos invasores é uma batalha constante e o custo é insustentável” – contra 69% em 2020. Ao mesmo tempo, enquanto 82% dos entrevistados aumentaram suas despesas com cibersegurança no ano passado, o número de violações bem-sucedidas – que incluem o acesso não autorizado a dados, aplicações, serviços, redes ou dispositivos – saltou 31% em relação ao ano anterior, para 270 por empresa, em média.

O levantamento também aponta que 55% das grandes empresas não combatem ataques cibernéticos de forma efetiva, tampouco conseguem localizar, reverter ou reduzir o impacto destas violações. Em nota à imprensa, André Fleury, diretor-executivo da Accenture para cibersegurança na América Latina, disse que, no Brasil, este cenário não é diferente e contou que o time de análise forense e resposta a incidentes da Accenture Brasil é chamado para resolver três em cada quatro incidentes cibernéticos de grande porte no País.

Mais informações: https://www.convergenciadigital.com.br/Seguranca/Gestores-de-TI-admitem-que-estar-a-frente-dos-hackers-tem-um-custo-insustentavel-58645.html