Brasil | Greentechs criam soluções para logística reversa

País tem 816 startups com foco em aspectos ambientais, sociais e de governança.

182

Valor – Danylo Martins

As “greentechs” vêm crescendo, impulsionadas pela maior conscientização em relação a temas como logística reversa, energias renováveis, economia de baixo carbono e agricultura sustentável. Das 816 startups com foco em aspectos ambientais, sociais e de governança (ESG) mapeadas no Brasil, mais de 36% estão na categoria ambiental, conforme um relatório recente publicado pela empresa de inovação Distrito.

Em operação desde março de 2020, a Moss é uma plataforma de compra e venda de créditos de carbono. A startup criou um token de créditos de carbono florestal da Amazônia, que equivale a uma tonelada de gás carbônico que deixa de ser emitida. Os créditos auditados e certificados internacionalmente são registrados na tecnologia blockchain. De janeiro a agosto, 159 empresas já compensaram suas emissões de gases de efeito estufa por meio da plataforma. A solução da startup é usada por empresas como Hering, Gol, Amaro, Arezzo, iFood e C6 Bank.

“Além de manter de pé as florestas, os projetos de preservação ambiental têm um impacto socioeconômico indireto, gerando empregos nas regiões”, afirma Fernanda Castilho, general manager da Moss Earth. Por meio da venda dos tokens, a Moss já transacionou mais de R$ 70 milhões em sua plataforma. Com faturamento de US$ 3 milhões em 2020, a empresa projeta US$ 14 milhões para este ano. O foco está no crescimento da base de clientes B2B. “Queremos ser um hub de serviços e ativos ambientais.”

Mais informações: https://valor.globo.com/publicacoes/suplementos/noticia/2021/09/21/greentechs-criam-solucoes-para-logistica-reversa.ghtml