Brasil | MCom libera novos canais digitais para 19 cidades no mês de dezembro

Programação de oito emissoras será exibida com alta qualidade de som e imagem em municípios de SP, AM, MT, TO, RR, MG, SC, BA, MA, PB, PE e ES.

65

Ministério das Comunicações

Com o propósito de impulsionar a transição da TV brasileira para o padrão digital, o Ministério das Comunicações (MCom) faz progressos na liberação de novos canais digitais. No mês de dezembro, a Pasta publicou portarias que autorizam oito emissoras a transmitirem usando a nova tecnologia em 19 cidades de 12 estados brasileiros. Dos canais, 11 se referem a novas autorizações e oito são consignações para emissoras que já transmitem em analógico. 

O secretário de Radiodifusão do MCom, Maximiliano Martinhão, destaca que a chegada dos novos canais digitais irá proporcionar à população uma maior diversidade na telinha, com mais qualidade de som e imagem. “Os brasileiros ganham mais uma opção na TV aberta para ter acesso à informação e entretenimento, de forma gratuita”, conclui. 

As portarias do MCom contemplam as cidades de: Araçatuba (SP), Manacapuru (AM), Sinop (MT), Barra do Garças (MT), Palmas (TO), Boa Vista (RR), Ipatinga (MG), Ituiutaba (MG), Lages (SC), Itabuna (BA), Imperatriz (MA), Passos (MG), Mamanguape (PB), São Luiz (RR), Barreiras (BA), Teófilo Otoni (MG), Feira de Santana (BA), Serra Talhada (PE), Primavera do Leste (MT) e Cachoeiro de Itapemirim (ES).  

PADRÃO DE TV DIGITAL – No Brasil, o padrão utilizado para o sinal digital é o “Sistema Integrado de Transmissão Digital Terrestre” (ISDB-Tb), também conhecido como padrão nipo-brasileiro”. Essa tecnologia foi desenvolvida inicialmente no Japão e aprimorada no Brasil. Com o ISDB-Tb, é possível uma melhora na qualidade do som e da imagem, multiprogramação, possibilidade de recepção do sinal em equipamentos móveis e portáteis e os recursos de interatividade. 

A tecnologia nipo-brasileira é referência na América Latina, tendo sido implementada por outros países Angola, Argentina, Bolívia, Botsuana, Chile, Costa Rica, Equador, El Salvador, Filipinas, Guatemala, Honduras, Maldivas, Nicarágua, Peru, Paraguai, Sri Lanka, Uruguai e Venezuela.