Brasil | Nas grandes varejistas, venda on-line segue em expansão

GPA, Via, Soma, Renner e Americanas aliam internet às lojas físicas.

97

Valor – Alessandra Saraiva

Grandes varejistas no país aceleram estratégias para combinar vendas presenciais e on-line, de olho no futuro, mas também na temporada de compras do fim deste ano, que começa com a Black Friday, que neste ano cai no dia 26 de novembro, e vai até o Natal.

Fernando Yunes, principal executivo da plataforma de vendas on-line Mercado Livre no Brasil, disse que mesmo com a retomada do varejo físico, quem teve uma boa experiência no mundo digital, vendendo ou comprando, não vai abrir mão deste canal, que permite, segundo ele, segurança, rapidez e praticidade. “Temos espaço para crescer: saímos de 5% de penetração do e-commerce no início da pandemia para 11% e acredito que tenhamos força para chegar em 20% nos próximos quatro anos”, disse Yunes.

O executivo afirmou que a pandemia acelerou o processo de transformação digital. A cada dez compradores, seis aumentaram as aquisições on-line e dois compraram na internet pela primeira vez, afirmou. No terceiro trimestre, a base de usuários únicos ativos do Mercado Livre aumentou 3,4% em relação a igual período de 2020, atingindo 78,7 milhões na América Latina. No mesmo intervalo, o volume de vendas (GMV) foi de US$ 7,3 bilhões, representando crescimento de 29,7% na comparação anual em moeda constante. A empresa informou que 74,1% desse valor provém de transações feitas em dispositivos móveis.

Leia mais: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/11/16/nas-grandes-varejistas-venda-on-line-segue-em-expansao.ghtml