Brasil | No ‘esquenta’, venda on-line sobe 31%

Eletrodomésticos foi categoria de produtos com maior participação nas compras.

147

Valor – Daniela Braum

O varejo on-line faturou R$ 2,8 bilhões com vendas sete dias antes da Black Friday, o período de “esquenta” da promoção. O valor faturado entre os dias 18 e 24 deste mês, ficou 31% acima do registrado no mesmo período do ano passado, segundo um levantamento da consultoria NielsenIQ|Ebit.

Já em 2020, o faturamento de R$ 2,1 bilhões foi 41% superior ao dos sete dias equivalentes de 2019, refletindo os efeitos da pandemia para o comércio eletrônico.

Este ano, a categoria com maior faturamento no período foi a de eletrodomésticos, com 22% de participação. Na sequência estão os segmentos de telefonia/celulares, com 19%, e casa e decoração, com 13%. Já os eletrônicos, que incluem smartphones e lideram as listas de produtos mais desejados na Black Friday, ficaram com 9% do faturamento nos sete dias anteriores à data oficial da promoção.

Leia mais: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/11/26/no-esquenta-venda-on-line-sobe-31.ghtml