Brasil | O impacto da inteligência artificial

259

Valor – Daniela Braun

Profissões em áreas como direito, engenharia e ciências da saúde, como biomedicina e radiologia, estão entre as mais vulneráveis ao avanço da inteligência artificial, do que atividades operacionais, afirma o neurocientista Álvaro Machado Dias, entrevistado na Live do Valor da sexta-feira.

“No primeiro escalão do trabalho vai aumentar a desigualdade porque alguns médicos, advogados ou engenheiros terão domínio sobre os processos produtivos com a ajuda da inteligência artificial, outros não.”

Segundo Dias, a consciência é o grande diferencial do ser humano sobre a máquina. “Ela [a consciência] não é uma computação, mas a própria natureza de um sistema de informação biológico”, explica. “Se você se perguntar o que o computador está pensando agora, ele não está pensando nada”.

Leia mais: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/06/21/o-impacto-da-inteligencia-artificial.ghtml