Brasil | País exporta 3 famílias de malware que roubam dados financeiros do celular

139

Convergência Digital – Luís Osvaldo Grossmann

O Brasil não é somente um dos países mais suscetíveis a ataques de criminosos cibernéticos – é um dos campeões mundiais de phishing – mas nos últimos anos se mostrou uma crescente plataforma de exportação de malware. Desde 2019, foram ‘lançadas’ pelo menos três famílias de trojans financeiros que se espalharam pelo mundo. 

“Os criminosos brasileiros já vem internacionalizando suas operações e seguem o modelo de negócios de cibercrime adotado no leste europeu, com linhas de ‘malware as a service’. E todas as tecnologias de proteção de hoje, como duplo fator, ou autenticações biométricas, sejam elas facial ou por digitais, podem ser burladas”, afirma o analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil, Fabio Assolini. 

Segundo a empresa, o Brasil é o país mais atacado por phishing na América Latina, e um dos top 3 globais: 37% dos internautas do país foram vítimas de phishing em 2020. Na região, é seguido por Equador (13,36%), Panamá (12,6%), Chile (11,9%), Colômbia (11,09%), Peru (10,3%), Guatemala (10,21%), México (9,41%), Argentina (9,17%), Costa Rica (7,64%), Venezuela (7,19%), República Dominicana (5,62%). 

Mais informações: https://www.convergenciadigital.com.br/Seguranca/Brasil-exporta-3-familias-de-malware-que-roubam-dados-financeiros-do-celular-58005.html