Brasil | Para TelComp, crises sucessivas afastam de telecomunicações novos investidores estrangeiros

Cerca de dez operadoras de médio porte manifestaram interesse em participar do leilão de 5G.

125

Valor – Ivone Santana

A crise que se instalou no país em decorrência da decisão do governo em furar o teto fiscal naturalmente afasta investimentos, diz Luiz Henrique Barbosa, presidente da TelComp, organização de âmbito nacional que representa 75 empresas de telecomunicações. O impacto maior seria sobre novos investidores estrangeiros, os quais não têm mostrado disposição em colocar dinheiro no setor no Brasil, diz Barbosa.

“É uma discussão ruim, que afeta os negócios. Estamos entrando em ano eleitoral, todo mundo vai ser conservador. As empresas acabam fazendo gestão de curto prazo. Estamos no curto prazo há muitos anos”, observa o executivo.

Os grandes investidores estrangeiros seriam os primeiros a se retrair e temer colocar dinheiro em empresas médias nacionais, por meio de empréstimos. Mas esses investidores já não estavam presentes no setor de telecomunicações mesmo antes dessa nova crise, lembra o executivo. Por isso, ele diz não acreditar que haverá impacto negativo na realização do leilão da quinta geração de serviços móveis (5G).

Mais informações: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/10/23/para-telcomp-crises-sucessivas-afastam-de-telecomunicaes-novos-investidores-estrangeiros.ghtml