Brasil | Parcerias com energytechs trazem ganhos ambientais

Áreas mais exploradas são big data, IoT e inteligência artificial.

129

Valor – Dauro Veras

As corporações de energia têm ampliado as parcerias com startups do setor, conhecidas como energytechs, em busca de soluções que melhorem processos produtivos e reduzam impactos ambientais. É o que revela o Ranking 100 Open Startups 2021, divulgado na quarta-feira, 27, pela plataforma de inovação aberta. O levantamento destaca as startups mais atraentes para o mercado corporativo no país, por meio de um sistema de pontuação que reflete a quantidade e a intensidade dos relacionamentos. Nesta edição, 79 energytechs fizeram contratos de inovação aberta com corporações, um crescimento de 229% em relação ao número apurado em 2020. A pontuação de intensidade aumentou 132% na comparação com o mesmo período.

A indústria de energia elétrica foi a que mais se relacionou com energytechs (11,8%), seguida por petróleo e gás (9,6%) e por varejo, comércio e serviços de distribuição (9,4%). Nos contratos, as três tendências de inovação mais exploradas foram análise de big data, internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) e inteligência artificial (IA). “O crescimento do número de contratos reflete não apenas a qualidade dessas startups, como um ano bastante desafiador para o setor”, avalia o diretor-presidente da 100 Open Startups, Bruno Rondani. “A crise energética tornou urgente a inovação em parceria.”

Leia mais: https://valor.globo.com/publicacoes/suplementos/noticia/2021/10/27/parcerias-com-energytechs-trazem-ganhos-ambientais.ghtml