Brasil | Questionamentos ao edital incluem metas, compartilhamento e antecipação

118

Teletime – Samuel Possebon

Os questionamentos que estão sendo feitos à Anatel em relação ao edital de 5G, como era de se esperar, incluem uma variedade de temas e dúvidas que, no final das contas, serão importantes para a definição da estratégia das operadoras para o leilão e, posteriormente, para seus estratégias comerciais. Há desde questões bem práticas e operacionais até questionamentos mais conceituais. Este noticiário conversou com alguns dos atores que apresentaram perguntas e levantou alguns tópicos, dos quais destacamos alguns:

  • Os pedidos de impugnação apresentados não são críticos. São aspectos que acabaram “sobrando” nos termos de autorização de minutas anteriores mas que foram derrubadas do edital. Erros de forma que podem ser facilmente sanados.
  • O questionamento sobre as condições de antecipação do uso da faixa de 3,5 GHz era esperado, mas não partiu das operadoras. Elas preferem manter o tema em aberto para poderem discutir depois. Um questionamento agora poderia induzir uma resposta da Anatel. Afinal, em que condições a faixa de 3,5 GHz poderá ter seu uso antecipado para o 5G? Quem dará o ok? Serão necessários estudos? Quem fará esses estudos? Isso não foi questionado diretamente. São questões que pelo visto ficarão ainda em aberto.

Leia mais: https://teletime.com.br/08/10/2021/questionamentos-ao-edital-incluem-metas-compartilhamento-e-obrigacoe/