Brasil | Sindisat critica retirada dos satélites da faixa de 3,7 GHz

58

Tele.síntese – Ramana Rech

O Sindisat criticou em evento da Unisat Telecom a consulta pública da Anatel em andamento que reserva 20 MHz como faixa de guarda no espectro de 3,7 GHz. O presidente Luiz Otavio Prestes enxerga isso como início da retirada do setor de satélite do espectro de 3,7 GHz a 3,8 GHz. “Se isso é o objetivo, que se fizesse logo”, completou pedindo que a Anatel leve em consideração a insegurança jurídica do não pagamento de indenizações aos provedores que atuam nas faixas.

Lançada em junho de 2021, a CP sugere também a proibição de conferir novos direitos de uso ou de renovação de satélite entre 3.700 MHz e 3.720 MHz a partir de 2022. Caso as sugestões sejam aceitas, haveria impacto em sete satélites que hoje estão na faixa de entre 3,7 GHz e 3.720 MHz. Somando-os aos localizados na faixa C estendida, seriam 22 satélites passíveis de indenização.

Leia mais: https://www.telesintese.com.br/sindisat-critica-possivel-retida-do-setor-de-satelite-na-faixa-de-37-ghz/