Brasil | TCU não vê irregularidades em empréstimos do BB à Oi

0
76

Tele.síntese – Lúcia Berbert

Os créditos e alongamentos aprovados pelo Banco do Brasil à Oi, hoje em recuperação judicial, se pautaram em práticas recorrentes do mercado, portanto, inexistem elementos que possibilitem qualquer responsabilização dos gestores do BB. A avaliação é do ministro Raimundo Carreiro, do Tribunal de Contas da União (TCU, em processo que examinou possíveis irregularidades em operações financeiras realizadas entre o banco público e grupos privados controladores da empresa operadora de telefonia Oi. 

Além do crédito de R$ 3,9 bilhões fornecido em 2008 para a compra da Brasil Telecom, o BB ainda realizou outros dois investimentos na Oi, referentes à aquisição de debêntures da 8ª e da 10ª emissão, nos valores de, respectivamente, R$ 343 milhões e R$ 1,2 bilhão, considerados regulares pela Secex Fazenda, pois quando realizados “a situação da empresa ainda era favorável, com indicadores econômico-financeiros relativamente confortáveis”. 

Leia mais: https://www.telesintese.com.br/tcu-nao-ve-irregularidades-em-emprestimos-do-bb-a-oi/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here