Brasil | Tecnologia faz país bater recorde de aquisições

Entre janeiro e setembro houve 1.361 operações de fusão e aquisição no Brasil, o que já supera o recorde anterior de 1.231 verificadas em todo o ano de 2019.

131

Valor – Rafael Rosas

A compra de empresas com expertise em tecnologia movimentou o mercado brasileiro de fusões e aquisições em 2021 e foi responsável pelo novo recorde em operações deste tipo no país. Pesquisa realizada anualmente pela KPMG desde 1996 mostra que entre janeiro e setembro foram contabilizadas 1.361 operações de fusão e aquisição no Brasil, o que já supera o recorde anterior de 1.231 verificadas em todo o ano de 2019.

A pesquisa mostra que foram 442 operações envolvendo companhias de internet e outras 233 com empresas de tecnologia da informação (TI). Ou seja, das 1.361 operações nos nove primeiros meses do ano, 675, ou 49,5%, envolveram a fusão ou a aquisição de companhias de tecnologia.

Luís Motta, sócio da KPMG responsável pela pesquisa, observa que um paradigma foi quebrado durante a pandemia. Em crises anteriores, o comportamento usual é uma retração das fusões e aquisições. Ele diz que, mesmo com a vantagem cambial para as empresas estrangeiras – em períodos de crise, há desvalorização cambial -, durante as crises as companhias preferem olhar o risco de longo prazo a vantagens conjunturais de curto prazo.

Leia mais: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/12/17/tecnologia-faz-pais-bater-recorde-de-aquisicoes.ghtml