Brisanet registra pedido para vender ações na bolsa

A prestadora de pequeno porte brasileira fez o pedido em conjunto com o Santander, XP Investimentos, BTG Pactual e UBS.

124

Leer en español

A Brisanet, provedora de serviços de Internet brasileira, entrou com pedido para realizar uma oferta inicial de ações (IPO) na semana passada, de acordo com um documento publicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A minuta inicial indica que a empresa fez a solicitação em conjunto com o Banco Santander, XP Investimentos, Banco BTG Pactual e UBS Brasil, que farão esforços para colocar as ações no exterior para investidores estrangeiros.

No Brasil, a oferta consistirá na distribuição pública primária, com ações a serem emitidas pela companhia, e secundária, com ações de emissão da empresa e de titularidade dos acionistas.

O Preço por Ação só será fixado após a conclusão da coleta de intenções de investimento no Brasil e no exterior, que será feita pelos bancos.

Potencial

Criada há mais de 22 anos, a Brisanet já atende mais de 200 cidades do nordeste brasileiro, e pretende continuar expandindo, principalmente com a tecnologia de fibra óptica. No mês passado, a organização captou R$ 500 milhões em debêntures incentivadas para ampliar a rede FTTH nos estados de Alagoas, Ceará e Rio Grande do Norte.

Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a empresa tinha 716,1 mil contratos em março de 2021, sendo 675 mil em acessos de banda larga fixa e 41,3 mil em acessos TV por assinatura. Cerca de 99,7% da banda larga fixa da companhia era por tecnologia de fibra óptica.

A receita da Brisanet em 2020 foi de R$ 471,8 milhões, uma alta de 61% em relação a 2019.