Cisco e Vivo vão acelerar a transformação digital de PMEs no Brasil

A Cisco desenvolveu uma linha para os pequenos negócios, que será distribuída pela Vivo Empresas. A parceria também envolve um programa de capacitação e um desafio de startups.

333

Leer en español

A Cisco, por meio do programa Brasil Digital e Inclusivo, e a Vivo vão fomentar a digitalização de pequenas e médias empresas (PMEs) no Brasil. Em um evento nesta quarta-feira, 10, Marcelo Ehalt, diretor de Parceiros na Cisco, falou sobre a linha Cisco Designed, voltada para esse público.

“A linha atende simplicidade, fácil aquisição, é o que estamos disponibilizando com a Vivo, fácil implementação e manutenção. Mas gostaria de ressaltar que é só o começo, virão outras linhas complementares”, comentou.

Os equipamentos foram projetados para que o uso seja intuitivo. Os roteadores, por exemplo, possuem uma configuração simples e viabilizam a conectividade ponta a ponta, com segurança e VPN integrada. 

Devido à parceria, a Vivo Empresas passará a oferecer esses produtos aos seus clientes. “A gente tem, além da tecnologia, todo o canal de distribuição”, disse Debora Bortolasi. A colaboração também inclui um desafio de startups para criar soluções, um programa de capacitação voltada para a transformação digital e o e-commerce para facilitar a aquisição da tecnologia.

O head da Plataforma Seller da Luizalabs, Ricardo Rocha, ressaltou que a pandemia trouxe uma nova característica para a cultura empresarial de colaboração. A Cisco e a Vivo se uniram para ajudar os pequenos empreendedores, e “elas não estão mais pensando só nos seus propósitos, elas colocaram como eixo de valor e foco do seu trabalho o micro e pequeno.”

Rocha acrescentou que a iniciativa vai dar certo porque, quando a transformação digital chega com a abordagem de entregar valor ao pequeno empresário, em vez de tirar e capturar valor dele, a relação muda e “ele se abre”.

A importância das PMEs é tanta que podem acrescentar US$ 2,3 trilhões ao PIB mundial até 2024, segundo o Estudo de Maturidade Digital das Pequenas Empresas 2020, feito em oito países, incluindo o Brasil. Elas podem contribuir para a recuperação econômica durante e após a pandemia.

A pesquisa também mostrou que as oito economias podem ter um incremento de 5,5% com uma taxa de crescimento 42% mais rápida devido à digitalização de pequenas empresas.