Claro e Band usam 5G standalone para transmitir corrida pela primeira vez no Brasil

A operadora e a emissora usaram antenas compatíveis com a rede 5G para exibir a primeira etapa da Stock Car.

0
122

Leer en español

A Claro e a Band usaram o 5G standalone para transmitir a primeira etapa da temporada 2021 da Stock Car no domingo, 25, que aconteceu no Autódromo de Goiânia.

Foi a primeira vez que uma corrida foi exibida ao vivo usando a nova tecnologia no Brasil. Além da Band, a operadora teve o apoio da Huawei, da Qualcomm e da Motorola na ação.

As imagens foram captadas por um drone que usou o 5G para enviar o sinal para a central de edição da emissora. Os espectadores também assistiram a imagens enviadas pelo Mochilink, uma mochila adaptada com módulo 5G para transmissão.

A Claro instalou antenas compatíveis com a rede de quinta geração e usou a licença de uso temporário da frequência 3,5 GHz concedida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Paulo Cesar Teixeira, CEO da operadora, afirma que “a Claro inova mais uma vez ao testar a aplicação da rede 5G em um setor tão relevante como é o de esportes e entretenimento no Brasil.”

Para a companhia, a aplicação é mais um passo na implantação da tecnologia de quinta geração no país, assim como as demonstrações anteriores. Em outubro de 2020, por exemplo, a Claro e a Ericsson se uniram para fazer uma transmissão holográfica de um show em tempo real. Enquanto o público assistia ao concerto no Allianz Parque, o músico Lucas Lima estava em um estúdio há 17 km do estádio.

A tecnologia 5G da operadora já está disponível em 14 cidades brasileiras, inclusive Goiânia, através do compartilhamento dinâmico de espectro (DSS, na sigla em inglês). O sistema usa as mesmas antenas e espectro de frequência do 4G, mas proporciona velocidades até 12 vezes mais rápidas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here