Teletime – Fernando Paiva

Nos velhos tempos dos serviços de valor adicionado (SVA) pré-smartphone, o modelo de negócios entre operadoras e seus parceiros provedores de conteúdo era o de revenue share, ou seja, de compartilhamento de receita – quase sempre com uma proporção bastante favorável para as teles. O revenue share ainda predomina na maioria dos acordos atuais, mas as teles (Claro, Oi, Vivo e TIM) vêm experimentando novos formatos, como comentaram executivos das quatro principais operadoras reunidos em painel do Tela Viva Móvel, realizado em formato digital nesta terça-feira, 11.

“O revenue share é um modelo que funciona e que é predominante. Ele gera um comprometimento das duas partes. Mas começam a surgir novos modelos que são interessantes”, comentou Fabio Maeda, diretor de inovação e serviços digitais da Claro.

Leer más: https://teletime.com.br/11/08/2020/claro-oi-tim-e-vivo-experimentam-novos-modelos-de-negocios-em-servicos-digitais/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here