Teletime – Henrique Julião

Representantes das operadoras Claro, TIM e Vivo questionaram nesta segunda-feira, 14, a oferta pela Algar Telecom de um chip M2M “multioperadora“. A solução atenderia módulos de Internet das Coisas (IoT) a partir de roaming que, para as principais operadoras, não tem amparo legal por se classificar como roaming permanente.

“Nossa visão é que o roaming permanente não é permitido no Brasil, seja interno ou externo. Um chip da Algar que fique permanentemente fora da área de cobertura Algar, no nosso ponto de vista é proibido“, afirmou o diretor de negócios de IoT da Claro, Eduardo Polidoro, durante evento promovido pelo portal Tele.Síntese.

Leer más: https://teletime.com.br/14/09/2020/claro-tim-e-vivo-questionam-chip-multioperadora-da-algar-telecom-para-iot/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here