Convergencia Digital – Luís Osvaldo Grossmann

O Ministério da Educação anunciou nesta segunda, 17/8, que a Claro foi a escolhida para fornecer chips a alunos de instituições federais de ensino superior e profissionalizante. A Oi foi selecionada como ‘reserva’ para casos não atendidos pela Claro. E a Algar já tinha sido anunciada para fornecer pacotes adicionais, no caso de alunos que já tenham dispositivos com planos de dados. 

Como explicou o MEC em apresentação online realizada nesta segunda, a primeira etapa começa com 72 mil estudantes de 25 universidades que já estão com atividades remotas. Alunos das outras 44 universidades federais poderão receber chips ou pacotes de dados à medida em que as instituições retomem o calendário com aulas à distância. Com as escolas profissionalizantes, o programa alcança 110 instituições em 797 municípios.

Leer más: https://www.convergenciadigital.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=54566&sid=14

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here