Tele.síntese

Coalização que reúne 27 entidades de comunicação social – agregando entidades de jornais, rádio e TV e agências de publicidade – enviou hoje, 18, documento ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, sugerindo uma série de mudanças no PL das fake news (PL 2630/20). Para as entidades, as melhores soluções de combate à desinformação passam pelos modelos de contratação de serviços de internet e não pela vigilância dos usuários, o que fere os princípios das liberdades de expressão e de imprensa.

Entre as alterações que esse grupo de entidades sugere, estão a aplicação da legislação brasileira que regula o mercado publicitário também para a contratação de publicidade na internet; a valorização do jornalismo profissional, com a sua remuneração pelas big techs; a obrigatoriedade de distinção entre o conteúdo patrocinado e a informação jornalística; e a responsabilização dos “impulsionadores” dos grandes portais transacionais pela amplificação e direcionamento de “fake news”.

Leer más: http://www.telesintese.com.br/coalizao-de-comunicacao-social-pede-mudanca-no-pl-das-fake-news/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here