Teletime – Samuel Possebon

O movimento já era esperado desde o ano passado, mas agora é oficial. A Copel deve colocar a sua subsidiária de redes de telecomunicações, a Copel Telecom, formalmente à venda nos próximos meses. A decisão já foi sinalizada a analistas de investimentos e o processo interno de desinvestimento nos ativos não-estratégicos começou. Nas próximas semanas será contratado o “advisor” que conduzirá o processo e ajudará a empresa a decidir a melhor forma de se desfazer dos ativos. Há várias opções sendo analisadas, desde a venda completa até a venda de uma participação, mas necessariamente com venda do controle.

Definições

O que será definido ainda é o modelo que atraia mais candidatos ao leilão, que possivelmente acontecerá no final do ano, em novembro. Outra análise que ainda está sendo feita é quais as partes da rede da Copel Telecom são absolutamente estratégicas e não poderão ser vendidas. O restante será oferecido ao mercado. E um bônus do processo é que a Copel possivelmente vará a venda da subsidiária já assegurando um contrato de uso de capacidade para suas atividades que envolvam telecomunicações, atuais e futuras.

Leer más: http://teletime.com.br/02/04/2019/copel-telecom-deve-ser-vendida-em-2019/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here