Teletime – Samuel Possebon

O conselheiro Vicente Aquino pediu prorrogação de mais 30 dias para apresentar o edital de 5G que será submetido a uma fase de consulta pública, mas deixou a aberta a possibilidade de que o assunto seja trazido para a reunião do próximo dia 17 ou em reunião extraordinária do conselho da Anatel. O tema estava na pauta do colegiado da agência, ainda que se soubesse que haveria o pedido de adiamento. A argumentação de Aquino para justificar o pedido é a indefinição sobre o tratamento que será dado às TVROs (recepção por satélite em banda C, que sofrem interferência das transmissões de banda larga móvel na faixa de 3,5 GHz).

“Existe um contingente de 22 milhões de domicílios que recebem os sinais de TV aberta por parabólica e isso precisa ser considerado. Estamos esperando uma política pública do MCTIC a esse respeito”, disse, lembrando durante a reunião ter provocado o ministério a orientar a Anatel sobre como proceder. As emissoras de TV aberta pediram, por meio da Abert e da Abratel, que a agência preveja no edital a migração das emissoras de TV que estão na banda C para a banda Ku, com a distribuição dos kits de recepção da banda Ku custeados pelos proponentes que adquirirem a faixa de 3,5 GHz. A estimativa é de que esse processo tenha um custo de R$ 2,9 bilhões, nas contas das emissoras.

Leer más: https://teletime.com.br/03/10/2019/edital-de-5g-sera-analisado-pela-anatel-em-30-dias/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here