Embratel e Nokia ampliam conectividade de locomotivas da Rumo

A transportadora brasileira vai se modernizar com a contratação de serviços de nuvem, data center, Wi-Fi, 4G e Internet via rádio da Embratel e de equipamentos Nokia.

130

Leer en español

A Embratel, braço da Claro, e a Nokia anunciaram nesta segunda-feira, 19, o fornecimento de soluções digitais e de conectividade para a maior operadora de ferrovias do Brasil, a Rumo. O projeto inicial contempla 300 locomotivas e, ao final, todas as mil composições da empresa serão conectadas.

O trabalho permitirá o rastreamento em tempo real das commodities agrícolas, combustíveis e produtos industrializados, transportados pela Rumo, a comunicação com o centro de operações, a troca de dados e o uso de aplicações mesmo em áreas de difícil acesso.

O percurso da companhia de logística abrange os estados Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás e Tocantins.

A Embratel fornecerá serviços de nuvem, data center, Wi-Fi, conexão 4G, rádio P2P (peer-to-peer) e gestão e monitoramento de equipamentos. Segundo a empresa, sua tecnologia permite definir qual tipo de conexão é mais adequada durante cada trecho do percurso, com alteração automática de conectividade, se necessário.

Já a Nokia vai fornecer dispositivos de capacidade industrial para a conectividade e gestão, além de roteadores de agregação e serviços necessários a bordo dos trens.

“Reunimos, no projeto para a Rumo, nossas mais avançadas tecnologias para auxiliar a companhia a otimizar suas operações, tornando-as mais seguras, estáveis, produtivas e exemplares para a era da Indústria 4.0 no país”, afirmou Ailton Santos, diretor da Nokia.

Maior cobertura

A iniciativa também envolve a instalação de nova estrutura de conectividade em um trecho na Serra do Mar, no estado de São Paulo. A região de mata fechada não está apta para receber sinal via satélite e ainda não tem acesso ao 4G.

Com o trabalho, será possível monitorar as operações da Rumo por meio do 4G de banda larga, que será instalado pela Embratel e pela Nokia.

No ano passado, a transportadora contratou o Grupo Globalsat para conectar, via satélite, seus trens de carga, aumentando a velocidade com que as mercadorias podem ser transportadas em todo o país e melhorando a segurança das locomotivas e das pessoas que as operam.