Falha de segurança causa vazamento de 395 mil chaves Pix

O Banese confirmou a exposição de dados de pessoas que não são seus clientes. Segundo o Banco Central, as informações obtidas não permitem a movimentação de recursos.

218

O Banco Central do Brasil (BC) anunciou nesta quinta-feira, 30, um vazamento de chaves Pix sob a responsabilidade do Banco do Estado de Sergipe (Banese), devido a “falhas pontuais” de segurança.

“Não foram expostos dados sensíveis, tais como senhas, informações de movimentações ou saldos financeiros em contas transacionais, ou quaisquer outras informações sob sigilo bancário”, diz a nota.

O BC esclareceu que os dados obtidos são de natureza cadastral e não permitem movimentação de recursos, acesso às contas ou a outras informações financeiras.

O Banese confirmou o vazamento de 395.009 chaves Pix do tipo telefone de pessoas que não são seus clientes, segundo a Agência Brasil. Os invasores tiveram acesso ao Diretório de Identificadores de Contas Transacionais, sistema que também guarda nome, CPF, banco em que a chave está registrada, agência, conta, data de abertura da conta e data de registro da chave Pix.

“O BC adotou as ações necessárias para a apuração detalhada do caso e aplicará as medidas sancionadoras previstas na regulação vigente”, garantiu o banco.

O vazamento acontece em meio a novas medidas do BC para aprimorar a segurança do meio de pagamento, como o bloqueio cautelar em casos de suspeita de fraude, notificação de infração obrigatória e mecanismos adicionais para proteção dos dados.