FiBrasil, da Vivo, compra Fiberty para ampliar rede de fibra no Brasil

A Fiberty 1, antiga Phoenix Fiber, permitirá a FiBrasil chegar a mais 29 cidades. O valor da operação não foi revelado.

184

Leer en español

A FiBrasil, empresa de rede de fibra neutra da Vivo, anunciou a compra da Fiberty 1, antiga Phoenix Fiber do Brasil, administrada pelo fundo de investimentos Blackstone. Segundo a operadora, a empresa é pioneira no conceito de arquitetura de fibra neutra e a primeira a operar no país. O valor da aquisição não foi revelado.

A negociação, que deve ser concluída até o primeiro trimestre de 2022, acontece pouco depois do início das operações da FiBrasil. Em julho, a derivada da Vivo começou a funcionar em 34 cidades do Brasil, atendendo 1,6 milhão de residências.

Com a compra da Fiberty, a atuação da FiBrasil expandirá para mais 11 municípios, além de outras 18 cidades em desenvolvimento, totalizando 480 mil domicílios cobertos. A FiBrasil também aumentou a meta de cobertura de 5,5 milhões para 6 milhões para os próximos quatro anos.

Até o anúncio da aquisição, a Vivo informava que a FiBrasil e parcerias com American Tower e Phoenix para expandir a estrutura de fibra ajudavam a reduzir o time-to-market com menos intensidade de capex.

Rede neutra

A FiBrasil é mais uma das empresas de rede neutra das operadoras de telecomunicações. A TIM possui a FiberCo, que passou a ser controlada pela IHS, e a Oi anunciou a criação da V.tal, que será administrada pelo BTG Pactual.

Das maiores operadoras que atuam no Brasil, apenas a Claro descartou a criação de uma nova empresa de fibra. “Somos os que falamos menos nesse aspecto, mas estamos trabalhando, e com a expansão de rede em andamento”, disse Paulo César Teixeira, o CEO da Claro em maio deste ano.