Brasil | Fly Link desiste de licença 5G

A provedora de Internet havia arrematado 200 MHz na faixa de 26 GHz. Agora o lote está deserto.

194

Leer en español

A Fly Link, uma das vencedoras do leilão do 5G, desistiu do lote que havia comprado, o H42. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) emitiu uma nota na noite desta segunda-feira, 8, informando a desistência.

A empresa havia arrematado 200 MHz da faixa de 26 GHz por R$ 900 mil para atender os setores 3, 22, 25 e 33 – áreas de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso e Goiás. Mas, segundo a Anatel, a Fly Link se desinteressou pelo bloco porque não arrematou outros lotes que complementariam seu modelo de negócios. 

O edital da licitação determina que a desistência da proponente implica a execução da garantia de manutenção da proposta e aplicação de multa de 10% sobre o preço de sua proposta vencedora.

A provedora de Internet era uma das entrantes no mercado de serviço móvel pessoal. Ela chegou a fazer ofertas por outros lotes nas faixas de 3,5 GHz, 2,3 GHz e 26 GHz, sempre na mesma região, mas perdeu todos para a Algar.

Como não houve outras propostas para o lote H42, este ficou deserto.