ūüé§#Entrevista | Huawei impulsiona forma√ß√£o de talentos TIC no Brasil: Marcelo Motta

A companhia chinesa parece confiante quanto √† sua participa√ß√£o no 5G do Brasil. ‚ÄúAt√© o momento, a racionalidade tem prevalecido‚ÄĚ, disse Marcelo Motta, diretor Global de Ciberseguran√ßa da Huawei, √† DPL News.

360

Leer en espa√Īol

Além de avanços tecnológicos que podem alavancar a economia brasileira, o ecossistema 5G já é responsável por desafios no mercado. Um deles é a falta de mão de obra capacitada, segundo Marcelo Motta, diretor Global de Cibersegurança da Huawei.

Em entrevista √† DPL News, o executivo comentou que a quinta gera√ß√£o da rede vai impulsionar a transforma√ß√£o digital do Brasil, gerar novos empregos e pode acelerar a recupera√ß√£o da economia. ‚ÄúConectividade via fibra e 5G, computa√ß√£o na nuvem e Intelig√™ncia Artificial s√£o os fundamentos da economia digital que, hoje, cresce tr√™s vezes mais r√°pido que a tradicional‚ÄĚ, disse Motta.

No entanto, ‚Äútamb√©m entendemos que existem muitos desafios que podem ser combatidos desde agora. Por isso, a Huawei tem investido na capacita√ß√£o de pessoas e no desenvolvimento de parcerias em diversas verticais.‚ÄĚ

Segundo o estudo Forma√ß√£o Educacional e Empregabilidade em TIC, de 2019, da Brasscom (Associa√ß√£o das Empresas de Tecnologia da Informa√ß√£o e Comunica√ß√£o), seria necess√°rio contratar cerca de 70 mil pessoas por ano at√© 2024 para suprir a demanda do setor, de 420 mil profissionais. Mas o pa√≠s capacita apenas 46 mil pessoas por ano para a √°rea de TI. 

‚ÄúCiente desta realidade, a Huawei investe na educa√ß√£o e na capacita√ß√£o da m√£o de obra local. Em 2021, vamos doar 12 laborat√≥rios de fibra √≥tica (FTTH/FTTX) nas cinco regi√Ķes do pa√≠s, em parceria com institui√ß√Ķes de ensino, para promover a empregabilidade, principalmente entre os jovens que hoje n√£o trabalham nem estudam ‚Äď a gera√ß√£o nem-nem, gerando m√£o de obra qualificada‚ÄĚ, afirmou Motta.

A companhia chinesa tamb√©m tem parceria com mais de 70 universidades do Brasil. ‚ÄúJ√° treinamos mais de 36 mil alunos e professores e temos a meta treinar outros 40 mil nos pr√≥ximos cinco anos‚ÄĚ, comentou. Outras iniciativas s√£o o Seeds for the Future, que promove o interc√Ęmbio de jovens talentos de todo o mundo, e a plataforma Open Class, no canal do Youtube.

A falta de profissionais preparados não é um problema apenas do Brasil, mas de toda a América Latina. O assunto foi tema de debate do fórum Talentos TIC, organizado pela Huawei e a UNESCO no mês passado.

Equipamentos 5G

Apesar das indica√ß√Ķes de que o governo brasileiro pode restringir a Huawei do fornecimento de equipamentos 5G para a rede privativa da Administra√ß√£o P√ļblica, a companhia parece otimista quanto sua participa√ß√£o no mercado da quinta gera√ß√£o no Brasil: ‚ÄúFelizmente, at√© o momento, a racionalidade tem prevalecido.‚ÄĚ

‚ÄúTemos um excelente hist√≥rico e contamos com o apoio e a confian√ßa dos nossos clientes, que conhecem as qualidades t√©cnicas dos nossos produtos e solu√ß√Ķes, e que contam com nossos mais avan√ßados laborat√≥rios e total transpar√™ncia por meio de centros globais de transpar√™ncia em Dongguan e Bruxelas‚ÄĚ, disse o diretor.

Al√©m disso, ele assegurou que as tecnologias da Huawei atendem aos mais elevados padr√Ķes globais e locais, ‚Äúnossos produtos possuem mais de 270 certifica√ß√Ķes em seguran√ßa cibern√©tica e prote√ß√£o de dados‚ÄĚ.

Por fim, Motta garantiu que a companhia coloca todos os equipamentos √† disposi√ß√£o para testes, para ajudar na tomada de decis√£o com fundamenta√ß√£o t√©cnica, sem vi√©s pol√≠tico e ideol√≥gico. Ele acredita que ‚Äúqualifica√ß√£o t√©cnica e livre mercado beneficiar√£o aos consumidores e proporcionar√° avan√ßos a passos mais largos para a economia brasileira‚ÄĚ.