Mais da metade dos dispositivos inteligentes foi comprado no mercado cinza no Brasil

81

Convergência Digital

No primeiro trimestre deste ano, foram vendidas 964.037 unidades de dispositivos vestíveis, sendo 615.721 fitbands e smartwatches e 348.316 fones de ouvido truly wireless com alguma conexão com a internet ou função inteligente, o que significa uma alta de 24,39% considerando as duas categorias, revela estudo da IDC Brasil. Apesar do crescimento, ao analisar as unidades vendidas no mercado oficial e no mercado cinza, os números alertam: tem muita gente se arriscando e comprando wearables falsificados ou sem nenhuma garantia legal. Das 615.721 pulseiras e relógios inteligentes, mais da metade (397.936) foi adquirida no mercado cinza. 

Já os consumidores de fones de ouvido sem fio e integrados a outros dispositivos também recorreram ao mercado não oficial, mas em menor número. Dos 348.316 fones de ouvido truly wireless comercializados nos três primeiros meses, 161.990 foram via grey market e 186.326 no mercado oficial. “A penetração de dispositivos vestíveis no grey market está tomando uma representatividade próxima ao tamanho do mercado oficial e isso é bem preocupante, tanto do ponto de vista da indústria, como do varejo legal e do usuário, pois não se trata apenas de comprar produtos que entraram no país ilegalmente. Principalmente na categoria de fitbands, há muitos produtos falsificados e de qualidade duvidosa, que comprometem a credibilidade da tecnologia e a segurança das informações dos usuários”, diz Renato Murari de Meireles, analista de pesquisa e consultoria em Consumer Devices da IDC Brasil.

Leia mais: https://www.convergenciadigital.com.br/Negocios/Mais-da-metade-dos-dispositivos-inteligentes-foi-comprado-no-mercado-cinza-no-Brasil-57586.html?UserActiveTemplate=site