Teletime – Marcos Urupá

O leilão das faixas de espectro que serão utilizadas para a implementação do 5G no Brasil é um dos fatos mais aguardados pelo setor de telecomunicações brasileiro. A proposta do processo licitatório, previsto para acontecer no final do primeiro semestre de 2021, é que as operadoras vencedoras do certame terão compromissos assumidos com o Estado para implementar serviços de telecomunicações em áreas nas quais, até o momento, o mercado não conseguiu atender de maneira adequada. O Ministério da Economia já sinalizou positivamente para esse modelo não totalmente arrecadatório proposto pela Anatel, mas questiona a proporção entre investimentos e arrecadação.

Adriano Paranaíba, Subsecretário de Competitividade e Melhoria Regulatória do Ministério da Economia, reconheceu que a prática de modelagem do leilão do 5G proposta inicialmente pela Anatel está boa. “Realmente você jogar compromissos de investimentos é muito melhor do que obter um modelo de leilão arrecadatório” disse ele durante live organizada pelo Instituto Brasileiro de Estudos de Concor­rência, Consumo e Comércio Internacional (IBRAC), na manhã desta sexta-feira, 28,.

Leer más: https://teletime.com.br/28/08/2020/ministerio-da-economia-sinaliza-para-leilao-5g-nao-arrecadatorio/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here