Teletime – Marcos Urupá

No Painel Telebrasil 2020, que aconteceu nesta terça-feira, 15, as representantes da Vivo e da Oi defenderam que a migração das concessões para autorizações, conforme prevê a Lei 13.879/2019, deve garantir a sustentabilidade do novo modelo e ter uma valoração justa dos bens reversíveis, assim como do saldo que restará para as operadoras converterem em investimentos.

A VP de Regulamentação da Vivo, Camilla Tápias, disse que o saldo, que permitirá os investimentos na ampliação do acesso à banda larga no País, deverá ser composto de maneira adequada. “É importante iniciar olhando que já vivemos um cenário de insustentabilidade econômica para a manutenção da concessão. As concessionárias não estão nos mesmos patamares de anos atrás. Outro aspecto que precisa ser levado em conta nessa composição do saldo são os eventos que permitam analisar o desequilíbrio econômico da concessão”, disse.

Leer más: https://teletime.com.br/15/09/2020/oi-e-vivo-migracao-apenas-com-valoracao-justa-dos-bens-reversiveis/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here