OpenRAN ainda precisa ser mais discutido no Brasil, diz Qualcomm

0
77

Teletime – Marcos Urupá

O OpeRAN pode se apresentar como uma tecnologia alternativa para a implantação do 5G no Brasil, caso consiga cumprir a promessa de redução de até 30% nos custos de implantação de rede. Mas há desafios a serem superados para que de fato se tenha redes com tecnologias abertas no 5G brasileiro, como a falta de padronização. A constatação foi apontada pelos especialistas que participaram do debate sobre infraestrutura para o 5G no Brasil no Futurecom nesta segunda-feira, 26.

Francisco Giacomini Soares, da Qualcomm, acredita que é necessário ter uma padronização e isso precisa ser encampado pelas operadoras, até porque existe um custo para garantir a tecnologia no 5G brasileiro. “OpenRAN é a quebra de um único fornecedor para um core de rede. Para isso acontecer, temos alguns desafios. Precisamos ter padronização. E existe um custo para tornar essas redes abertas, o que pode ensejar a destinação de benefícios e investimentos de recursos públicos para que isso seja feito”, disse o executivo.

Leer más: https://teletime.com.br/26/10/2020/openran-ainda-precisa-ser-mais-discutido-no-brasil-diz-qualcomm/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here