Sky Brasil é vendida a grupo argentino

A operadora de TV por assinatura, que pertencia à AT&T, passará a integrar o Grupo Werthein.

193

A AT&T e o Grupo Werthein anunciaram nesta quarta-feira, 21, um acordo de venda das ações da Vrio, que incluem a Sky Brasil. De acordo com o comunicado, o negócio soma 10,3 milhões de assinantes em 11 países da América Latina e Caribe.

“A AT&T e o Grupo Werthein estão comprometidos com uma transição suave e uma experiência perfeita para o cliente. Assim que a transação for concluída, os assinantes da Vrio continuarão a ter acesso ao conteúdo premium e poderão esperar os mesmos serviços, programação, ofertas de conteúdo e experiência de atendimento ao cliente.”

Além disso, todos os funcionários seguem trabalhando normalmente. Ao final da transação, “os empregados da Vrio que atualmente suportam a operação serão parte do Grupo Werthein”, afirmaram as empresas.

A Vrio foi retida para venda em 30 de junho de 2021. A AT&T registrou o grupo pelo valor de US$ 4,6 bilhões, “incluindo US$ 2,1 bilhões relacionados à conversão acumulada de ajustes para a moeda estrangeira”. A expectativa é que a transação seja concluída no início de 2022.

Sky Brasil

A Sky é a maior operadora de TV por assinatura via satélite do país. Em 2006, foi consolidada a fusão entre Sky e DirecTV e, em 2015, o grupo foi comprado pela AT&T. Desde então, a companhia tenta se desfazer da unidade latino-americana. 

Até o ano passado, a operadora americana não encontrava possíveis interessados, devido à diminuição dos resultados da unidade, além da saída da operadora da Venezuela. Em 2019, a Elliott Management, um dos principais acionistas da AT&T, recomendou que o grupo se desfizesse de ativos não essenciais para reduzir a dívida e se valorizar. 

No Brasil, o mercado de TV por assinatura vem caindo desde 2014. Dados da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura mostram que, no ano de 2020, o número chegou a 14,9 milhões.