Teles defendem autorregulação para a segurança cibernética

0
333

Tele.síntese – Lúcia Berbert

As operadoras de telecomunicações consideram que a Anatel deve primar pela autorregulação e pela intervenção mínima na questão de segurança cibernética. Do contrário, corre o risco de determinar obrigações que na prática se mostrarão inexequíveis, além de engessar o setor e impor custo sem propósito às prestadoras.

“Vale dizer que as obrigações regulatórias causam reflexos diretos e indiretos aos usuários podendo, inclusive, encarecer a prestação dos serviços”, adverte a Telefônica, em consulta pública sobre  a proposta de Reavaliação da regulamentação relacionada a serviços públicos de emergência e à segurança das redes de telecomunicações, concluída nesta segunda-feira, 1º. No texto, a agência estabelece também parâmetros para a promoção da Segurança Cibernética nas redes e serviços de telecomunicações.

Leer más: http://www.telesintese.com.br/teles-defendem-autorregulacao-na-questao-da-seguranca-cibernetica/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here