Uber Eats encerra operação no Brasil em março

A empresa deixará de oferecer delivery de restaurantes em 8 de março. O foco será a entrega de comida de supermercados, com Cornershop by Uber, e de pacotes, com Uber Flash.

210

Leer en español

A Uber anunciou nesta quinta-feira, 6, que vai desativar o serviço de delivery de comida de restaurantes. O Uber Eats só ficará disponível no país até o dia 7 de março e, depois disso, seu aplicativo oferecerá o serviço de entrega de supermercados.

Segundo a nota divulgada, a empresa está alterando sua estratégia de delivery e vai passar a trabalhar em duas frentes: com a Cornershop by Uber, para entrega de comida de supermercados e atacadistas, e de entrega de pacotes com o Uber Flash.

A empresa também anunciou que expandirá o Uber Direct, que permite que lojas façam entregas no mesmo dia para seus clientes, e revelou o plano de ampliar produtos para outros meios de transporte, como motos e táxis. 

“A Uber segue seu compromisso com seus mais de 1 milhão de motoristas parceiros que geram renda fazendo viagens e entregas pela plataforma – o volume de viagens no Brasil já é maior do que o registrado no período anterior à pandemia”, informou a companhia.

De acordo com o Valor, um dos motivos para o encerramento do Eats é a liderança do iFood, que tem 70% de participação no mercado brasileiro. Com a movimentação, o Rappi segue como o principal concorrente do iFood.